Selo UNICEF é lançado em Pernambuco

21/07/2021

A edição 2021-2014 do Selo UNICEF em Pernambuco foi lançada, na manhã desta terça-feira (20), na sede da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE). O evento reuniu, remotamente e presencialmente, diversas autoridades do Estado envolvidas na mobilização de adesão à iniciativa que tem como objetivo estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira. Dos 145 municípios aptos a aderir ao Selo UNICEF, 77 já assinaram o Termo de Adesão.

O lançamento foi acompanhado por mais de mil pessoas nos canais do Youtube da Asserte e da AMUPE. Durante a abertura do evento, o presidente da AMUPE, José Patriota, destacou que as ações integradas nas áreas de saúde, educação, assistência da gestão municipal, com o com a liderança dos prefeitos e de vice-prefeitos, apoio das demais secretarias e do legislativo, além do envolvimento da sociedade civil organizada e outras autoridades, são fundamentais para se combater problemas complexos e estruturais do país.

"Prefeitos de todas as regiões de Pernambuco, façam a adesão, mobilizem suas equipes, monitorem permanentemente as ações e tenham a conquista do Selo UNICEF como algo inegociável. É necessário gestão, decisão política, compromisso, envolvimento e amor por aqueles que mais precisam", disse José Patriota.

Para a vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, que na ocasião representou o governador Paulo Câmara, o conceito do Selo UNICEF é um dos mais eficazes, já que não promove disputa entre os municípios e sim estabelece metas e desafios de acordo com a singularidade de cada localidade.

"Temos o desafio de cuidar das crianças e dos adolescentes neste momento crítico que vive o Brasil. São 116 milhões de brasileiros que não têm segurança alimentar e 14 milhões de desempregados. A exclusão afeta as camadas mais pobres da população. Precisamos firmar um pacto em todas as esferas para garantir educação integral, formação adequada, estrutura social e familiar que garanta o crescimento sadio e o cultivo de sonhos das nossas crianças", ressaltou.

A especialista em Saúde e HIV do UNICEF em Recife, Jane Santos, explicou que a metodologia do Selo UNICEF tem com fundamento a intersetorialidade. "A potência do Selo UNICEF é justamente fazer a equação das diversas áreas da gestão. Não dá para fazer um trabalho lindo com uma determinada secretaria se as outras não acompanham a metodologia. É preciso trabalhar de forma integrada. A intersetorialidade é a cereja do bolo para conquistar a certificação internacional, que é consequência deste trabalho de quatro anos para assegurar os direitos de cada criança e de cada adolescente", disse.

Durante o evento, os presidentes dos colegiados de saúde, educação e assistência destacaram a importância do Selo UNICEF para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes e se mostraram disponíveis para mobilizar e trabalhar junto com os municípios pernambucanos para colocar em prática a metodologia proposta pelo Selo UNICEF. 

O lançamento do Selo UNICEF em Pernambuco contou com a participação da vice-governadora do Estado, Luciana Santos, da especialista em Saúde e HIV do UNICEF em Recife, Jane Santos, do presidente da AMUPE, José Patriota, do secretário estadual executivo de Gestão Estratégica e Participativa, Humberto Antunes, do secretário estadual executivo de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e presidente do Conselho Estadual de Assistência Social de Pernambuco, Joelson Rodrigues, que representou o secretário Sileno Guedes, do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Eriberto Medeiros, do coordenador Centros de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça (Caops) do Ministério Público, Fabiano Saraiva, do presidente da UNDIME/PE, Natanael José da Silva, da presidente do COEGEMAS/PE, Ana Rita Suassuna, do presidente do COSEMES/PE, José Edson de Souza, do presidente do CEDCA de Pernambuco, Macdouglas de Oliveira, de prefeitos, da especialista em Pública de Assistência Social da Asserte, Ana Cláudia Botelho, e do assistente em Articulação e Mobilização da Asserte, David Gonzaga, entre tantos outros participantes que acompanham virtualmente o evento. 

Como aderir - A adesão ao Selo UNICEF pode ser realizada até o dia 8 de agosto pelo site www.selounicef.org.br/adesao. Ao aderir à iniciativa, os municípios passam a contar, ao longo de quatro anos, com o apoio do UNICEF e de seus parceiros implementadores para o fortalecimento da gestão local na implementação de políticas públicas, no desenvolvimento de capacidades de gestores e técnicos municipais e na promoção da mobilização social, incentivando a avaliação e o monitoramento de indicadores sociais relacionados à infância e à adolescência. Nesta edição, o suporte técnico ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 para reduzir o impacto na vida de meninas, meninos e suas famílias será uma prioridade.

Em Pernambuco, a Asserte, organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que trabalha em defesa da educação, saúde e assistência, é a parceira implementadora do Selo UNICEF - Edição 2021-2014. "Colocamo-nos, inteiramente, à disposição dos municípios pernambucanos para fortalecer as políticas públicas e reduzir as desigualdades que afetam a vida de crianças e adolescentes do nosso Semiárido e apoiar toda a rede envolvida, contribuindo em ações de mobilização social, articulação, processos de capacitação e suporte técnico especializado", disse Graça Lima, gestora de Projetos da Asserte. 


Fotos: Luis Sousa (AMUPE)