Setembro Amarelo

03/09/2021

A prevenção ao suicídio é o tema da campanha "Setembro Amarelo". Conforme dados do relatório "Suicide worldwide in 2019" da Organização Mundial de Saúde (OMS), divulgados em junho, uma em cada cem mortes no mundo ocorre por suicídio. O estudo revelou que mais pessoas morrem como resultado de suicídio do que devido a HIV, malária, câncer de mama, ou até guerras e homicídios. Entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio foi a quarta causa de morte depois de acidentes no trânsito, tuberculose e violência interpessoal. Estes dados mostram a importância de se falar sobre saúde mental e suicídio em todas as faixas etárias.

No final do ano passado, o Ministério da Saúde elaborou um mapa interativo que lista os estabelecimentos da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) que fornecem atendimento em saúde mental no Brasil. A ferramenta aponta a localização dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Infantil (CAPSI) e para álcool e outras drogas (CAPS AD), das Equipes Multiprofissional de Atenção em Saúde Mental (AMENT) nas unidades ambulatoriais, além dos serviços de referência em hospital geral e hospitais psiquiátricos. O mapa está disponível neste link: https://abre.ai/dfbJ

Este ano, o Unicef lançou o "Pode Falar", canal de ajuda em saúde mental para quem tem de 13 a 24 anos. A iniciativa, que conta com apoio de parceiros, é online, confidencial e oferece um espaço de acolhimento individual e escuta ativa. O serviço pode ser acessado no endereço: https://www.podefalar.org.br.